Pesquisar este blog

Translate

15 de jan de 2015

Reconstrução de um par de pedais Look / Parte I - Desmontagem



Já vai longe o tempo em que meu par de pedais Look deu problema. Depois de uns 5 anos de uso, algo estragou-se no interior de ambos os pedais, tornado impossível pedalar. Mesmo que os mesmos mantivessem-se "íntegros", por assim dizer - significando que nada caiu, nem nada soltou-se deles.

A solução imediata foi adquirir outro par novo, barato, para servir de "Backup" enquanto eu resolvia o que fazer. Assim comprei um par dos Shimano PD 520, para MTb. Bonzinhos porém, no pedalar, muito inferiores aos Look. Não adianta, cada ferramenta serve para uma finalidade e definitivamente estes pedais não caím bem na Estradeira.

O tempo foi passando e o "backup' foi ficando, ficando...

Então, um dia abri os pedais e descobri que a causa dos problemas eram os rolamentos, que haviam se esfarelado, de algum modo, no interior do corpo de ambos os pedais.

No primeiro momento pensei "Ih, ferrou... vão para o lixo!!" Mas, como bom reaproveitador que sou, deixei-os num canto para uma empreitada posterior. Remontei tudo, sem maiores cuidados (já que estariam fora de uso) e guardei.


Tá gastinho...

....muito gastinho!!
Finalmente juntei tempo suficiente para me dedicar a uma empreitada que não sabia muito bem se seria possível: reconstruir estes pedais. A incerteza advinha do fato de nunca haver conseguido procurar os rolamentos para reposição, assim nem sabia se existiriam no comércio.

Apenas imaginei que os (bons) projetistas da Look jamais utilizariam algum componente que fosse absolutamente exclusivo, impossível de ser reposto - o que parece ser a regra hoje em dia, uma vez que o objetivo dos fabricantes é te fazer comprar cada vez mais coisas, ao invés de conservá-las e/ou consertá-las.

Desmontei novamente e realizei uma completa limpeza das peças, até por que só consegui remover todos os cacos de rolamentos com esta limpeza - a graxa que havia no interior do pedal era muito viscosa e impedia a remoção de alguns pedaços de metal...

O corpo do pedal é um bloco forjado de alumínio, com única abertura sendo esta onde o eixo do pedal entra no corpo com todo equipamento montado nele mesmo.


O eixo é atarraxado pela peça plástica fica na sua extremidade, aí onde estão estes filetes, na boca da abertura


Bem lá no fundo, fica(va) alojado um rolamento do tipo "gaiola"/agulhas.

Estado em que encontrei os rolamentos do tipo agulha. Aqueles anéis alí faziam parte da calota externa, que envolve a "gaiola".

Tenha uma morsa sempre à mão. Morsa, o melhor amigo do ciclista faça você mesmo!!!

Feios, sujos e malvados.


Só utilizando a ponta do outro eixo consegui remover o rolamento engripado.

Estes aneizinhos de pressão podem te dar uma grande dor de cabeça...uma vez que são eles que mantém as peças presas ao eixo 




Bem, após o desmonte total dos eixos, pude tomar pé da real situação e constatar que, além dos pequenos rolamento tipo agulha - que ficavam na extremidade dos eixos, os rolamentos de esferas selados - os maiores, também estavam comprometidos, com uma folga e uma sensação de metal roçando contra metal que não era nada legal.

Fui em busca de reposições, uma vez que eram as únicas partes comprometidas. Numa manhã de folga, me dirigí à Av. Farrapos aqui em Porto Alegre, uma região notória pela variedade de lojas de autopeças e serviços pesados, onde certamente encontraria o que eu procurava...

(segue nos próximos dias)