Pesquisar este blog

Translate

17 de fev de 2012

O *Caçafoice (II)

*Esta postagem usa o título "chupado" de um outro blog 

Pode ser um sinal de maturidade, pode ser a família ou simplesmente a consciência de que o mundo alí fora está muito perigoso. Fato é que desde sempre e até uns 6 anos atrás eu saia para treinar à noite sem sinalização alguma - leia-se: faroletes ou sinaleiras, hoje ítens indispensáveis no pedal noturno.

O horário noturno sempre me caiu melhor para pedalar, mesmo conhecendo os riscos da falta de visibilidade - digo isto em relação aos motoristas de automóvel, pois eu, enquanto ciclista, enxergo bem os outros veículos. Hoje  em dia é o horário que (eventualmente) me sobra para um treino durante semana.

Pois então, ontem foi uma destas noites. Aguardei amainar o calor insuportável do dia (35ºC) e ao anoitecer fui pedalar. Instalei devidamente o farolete pisca na dianteira e o traseiro idem, na minha bici de estrada, a qual fica com a aparência de um caça dada a quantidade de penduricalhos de todos os tipos no seu cockpit - velocìmetro, monitor cardíaco, conduítes... Bom, sei que não é  "eurostyle", mas... "safety first"!!!

Já no final do treino me aproximava de um cruzamento, vislumbrei aquela mancha, uma bicicleta  branca, em alta velocidade - mas nem tão alta assim, denunciando que se tratava de um amador, tanto quanto eu mesmo.

Naquela hora me dei conta do quanto este tipo de ciclista gosta de se expor ao risco de um atropelamento. Eu mal enxerguei o cara, pois o mesmo não portava nada que o denunciasse em meio à escuridão! Nem um reflexivosinho no capacete, nada...

E depois põem a culpa nos motoristas! Esse aí sim, era o legítimo ciclista caçafoice!!

Nenhum comentário: