Pesquisar este blog

Translate

25 de ago de 2010

Sobre o uso dos Passeios...

Andar sobre o passeio - a popular "calçada" é, para mim, uma necessidade. Foi nas calçadas da minha infância que aprendi a pedalar e considero que toda criança tem o direito de aprender a pedalar nelas, assim como eu.

Digo que é uma necessidade por que, hoje, ao conduzir minha bicicleta e mais minha filha de 2 anos de idade - devidamente acomodada em sua cadeirinha infantil, digo que não me arrisco a pedalar nas vias, junto com os automóveis.

Também é necessário, em dados momentos, par evitar o trânsito na contra-mão, ou em qualquer outro momento em que me sinta ameaçado por rodar na via.

Ou seja: se contrario *normas (ver artigo CBT abaixo), é para minha segurança e dos meus próximos.

Mas também considero que há, neste caso, um imenso disperdício de superfície urbana, pronta para rodagem de bicicletas. Fazendo uma amostragem bem empírica, em qualquer bairro deste país (fora as áreas urbanas centrais, entenda-se), em qualquer cidade nota-se que em 99% do tempo e em 99% da sua capacidade  encontram-se sem uso, ou seja: não há pedestres usando as calçadas, na maior parte do tempo e na maior parte da sua superfície útil.

De qualquer modo, há que se considerar a **Lei e por isso, organizei minhas próprias normas de bom senso ao utilizar os passeios, conforme segue abaixo. Uso por conta e risco dos leitores...

Normas do bom comportamento, quando pedalando sobre o passeio:

1 - No passeio, o PEDESTRE é o Rei, você, visitante - respeite o pedestre!!! Isso significa que é você quem desvia, você quem pára, se necessário; você que dá a preferência. Cuidado especial com crianças, que possuem comportamento inconstante e por vezes aleatório / errático;

2 - Nunca desenvolva velocidade maior que a de uma pessoa que corre;

3 - Nunca use passeios com largura inferior a 1,80m (poisé, tem disso nas nossas cidades).

4 - Circule sempre próximo do meio fio, para evitar choques com possíveis pedestres que saem de portas junto ao alinhamento das edificações e de automóveis que saem de garagens.


*Art. 59 - Desde que autorizado e devidamente sinalizado pelo órgão ou entidade com circunscrição sobre a via, será permitida a circulação de bicicletas nos passeios.

**Art. 68 - É assegurada ao pedestre a utilização dos passeios ou passagens apropriadas das vias urbanas e dos acostamentos das vias rurais para circulação, podendo a autoridade competente permitir a utilização de parte da calçada para outros fins, desde que não seja prejudicial ao fluxo de pedestres.
§ 1º - O ciclista desmontado empurrando a bicicleta equipara-se ao pedestre em direitos e deveres

**Art. 255 - Conduzir bicicleta em passeios onde não seja permitida a circulação desta, ou de forma agressiva, em desacordo com o disposto no parágrafo único do art. 69:
Infração - média;
Penalidade - multa;
Medida administrativa - remoção da bicicleta, mediante recibo para o pagamento da multa.

Nenhum comentário: