Pesquisar este blog

Translate

28 de out de 2008

Audax numa "singlespeed" - parte II


Até onde eu saiba, a minha foi a única bicicleta com uma única marcha a completar essa prova...Aqui vai uma foto da mesma, com as especificações:
- Quadro - Caloi, original Caloi 12, tamanho 56, aço-carbono

- Rodas - Originais Caloi 12 - cubos Sansin (japoneses!!!), aros Araya 27 X 1 1/4, raios de aço; pneus Kenda 27 X 1/4; câmara idem
- Roda livre, sem marca definida, 18 dentes
- Corrente "grossa", sem marca

- Pedevela Shimano RX 100, coroa idem - 42 dentes

- Pedais Odissey, alumínio
- Mesa Trans-X inversível, 100mm
- Guidão "speed", sem marca, cortado e invertido tipo "bullhorn"

- Manetes de freio, Shimano RX 100
- Paralamas sem marca
- Freios tipo BMX marca Alhonga, em alumínio

- Canote original da C 12
- Selim VeloPlush

Além disso, foi instalado um bagageiro frontal, que tem muita utilidade na cidade também.

16 de out de 2008

Torne-se o Ás das rotas!!

Tem dias em que você se encontra mais "pensativo" durante o pedal... Numa dessas, me distraí, para em seguida retornar à realidade com o xingamento ou barbeiragem de algum motorista (ou suicida, como queiram).

Percebi, então, que havia perdido o maior e primeiro mandamento do ciclista urbano: "TE DESLOCARÁS DO PONTO "A" AO PONTO "B" EM ABSOLUTA SEGURANÇA (E RETORNARÁS INTEIRO PARA TUA MULHER E FILHAS)". Percebi que o meu trajeto diário, bastante econômico em termos de tempo, vinha sendo causa de estresse por conta do excesso de cuidados necessários para utilizá-lo. Há méritos, sim: asfalto bom, trecho plano, avenidas largas...porém tudo isso também atrai, como moscas, os automóveis.

Decidi testar um outro trajeto: tempo de deslocamento maior, mesmo com o trajeto sendo mais curto; asfalto ruim, ruas mais estreitas, e tadam!! no trecho de avenidas, corredores de ônibus (não, eu não trafego neles...). Esse último fator tem se mostrado a chave de ouro dessa rota, pois nunca ou quase nunca tenho que disputar espaço com ônibus, nem me preocupar com as paradas dos mesmos, como ocorria no outro caminho.

No geral, a experiência tem sido totalmente positiva, pois uso mais ruas locais, onde há pouquíssimos automóveis, e quando há, estes são obrigados a transitar a não mais que 40 km/h (na outra opção, geralmente estavam à 60km/h).

E, melhor de tudo, esse trajeto é muito mais divertido do que o anterior. Tem pequenas subidas, pequenas descidas, travessia sobre meios-fios, tangente de praças...etc

10 de out de 2008

Audax numa "singlespeed" - parte I


Ah, poisé: tornar-se um "blogger" exige uma certa disciplina... andei muito INdisciplinado, mas vou recuperar o tempo perdido...
Só para começar a "recuperação", vão aí umas fotos do Audax do qualparticipei tempos atrás. Os detalhes do relato virão depois.

Nessa foto aí, estou no PC (Posto de Controle), após o almoço, me preparando p/ a volta...




Essa outra foto dá uma vaga idéia do que era o asfalto, a largura do acostamento e a paisagem predominante.
















Bom, abraços e quer tiver paciência aguarde a próxima postagem.