Pesquisar este blog

Translate

29 de jul de 2008

Chove lá fora...

Hoje me vi obrigado a engrossar as fileiras inimigas, ou seja: me transformei em motorista de automóvel. É claro que tenho carteira, sei dirigir e tudo mais. O fato é que a condição meteorológica extrema não dava muitas margens à opção bicicleta.
Não está seguro nem para os automóveis, tal a chuva aqui em Porto Alegre. Não por molhar-se, mas o fato é que não dá para descobrir o que há por baixo de cada lâmina d´água no caminho. Geralmente é um buraco...
"Anyway", fui pensando e observando o comportamento dos meus "vizinhos", cada qual socado em seu veículo particular e cheguei a uma conclusão fatal: o sonho de uma cidade/estado/país que valoriza a bicicleta como meio de transporte está mais longínquao ainda do que eu pensava.
Isso por que mal as pessoas sabem dirigir seus automóveis... Acreditem, há pessoas que mantém seus faróis apagados, mesmo que a visibilidade seja equivalente à do entardecer durante todo dia. Quando dirijo automóvel, nem me passa pela cabeça de sair da garagem sem antes ligar as lanternas. Isso em dias ensolarados.
Assim, imagine-se esse tipo de pessoa, sem instinto ou educação de auto-preservação, rodando sobre duas rodas...Não passariam da esquina, é triste concluir. Convencer esta massa ignorante sobre como se portar nas ruas é uma tarefa para muitas gerações. Então, vamos em frente, pois há muito trabalho a ser feito!!

Um comentário:

Rafael_Pedaleiro disse...

Cara, o transito está cada vez mais difícil, principalmente para nós ciclisas.
Não posso dexar de elogiar os motoristas e ônibus de Cachoeirinha e Gravataí, pois os caras respeitam muito os ciclistas, dando passagem, facilitando nossas manobras etc.
Em Porto Alegre a coisa fica feia. Os motoristas nos tem como os caras que arranham seus carros, atrapalham o trânsito e por aí vai. Em dia de chuva também sou obrigado e pegar meu carro, contra minha vontade, mas saio com ele.

Abraço e bom pedal!